18 de abr de 2011

QUEM SÃO OS FILHOS DE DEUS
“E viram os filhos de Deus que as filhas dos homens eram formosas e tomaram para si mulheres de todas as que escolheram” (Gn 6.2-4).
Os filhos de Deus? Os primeiros, os citados no livro de Jó são os anjos, visto que Deus criou numa condição original, (Jó 38.7). Os anjos são chamados “filhos de Deus” porque é uma criação separada ou distinta de todas as outras criaturas. (Jó; Sl 29.1; LXX; 89.6; LXX; Cl 1.16).

Os segundo filhos de Deus: os de Gn 6.2. 4. Não são os anjos! Mas foram os descendentes de Sete, os setistas. 
E os filhos dos homens foram os descendentes de Caim, os cainitas.
Os filhos de Deus de hoje são os regenerados, nascidos de novo.
Os filhos de Deus, os de Gn 6.2. 4, não são os anjos! Como pode alguém interpretar, os anjos não se casam e nem se dão em casamento (Mt 22.30; Mc 12.25) eles não possuem corpos físicos de carne e sangue.
Algumas pessoas chegam a dizer que a queda dos anjos tem base em Gn 6.2 supondo que os espíritos angelicais desejaram mulheres humanas, as filhas dos homens, e que tiveram filhos e que tais filhos foram os gigantes da terra.
Isto não é certo: porque assim sendo, estaria contradizendo a ordem dos acontecimentos bíblicos com o seguinte comentário. A queda dos anjos estaria depois da queda do homem, e pelo contrario foi os anjos quem pecaram primeiro.

O pecado dos anjos:
O primeiro grupo de anjos; rebelaram se aderiram a satanás em sua revolta contra Deus, estes anjos foram rebaixados e transformados em demônios e espíritos malignos que estão sob o comando de Satanás (Is 14.11-14; Ez 28.2, 13-15; Ap 12.3-9; Ef 2.2; 6.12).
Segundo grupo de anjos: não pecaram por serem induzidos ou tentados por Satanás, mas voluntariamente; não guardaram o seu principado, isto quer dizer, o seu posto, ou seja, o seu estado original, a sua habitação. Eles deixaram sua responsabilidade, um principado, um reino, um comando do Senhor. Segundo o teólogo Severino Pedro, estes anjos são os (demônios, os gafanhotos do Ap 9.3-7), são muito poderosos e ferozes, por essa razão não poderiam ficar em liberdade, foram aprisionados (II Pe 2.4; Jd 6).
Os anjos são seres espirituais e imortais, eles são espíritos (Hb 1.14; Sl 104.4; Lc 2.13-15; 20.35-36).
Os anjos não se casam e nem se dão em casamento (Mt 22.30; Mc 12.25).
E em Gn 6.2, os filhos de Deus tomaram para si mulheres de todas as que escolheram entre as filhas dos homens.

Como já falamos: os filhos de Deus são os regenerados, os nascidos de novo, os transformados pela Palavra de Deus e pela ação do Espírito Santo (Jo 1.12-13; 3.3-8; Rm 8.14-16; Tt 3.5-6; Tg 1.18; I Pe 1.3-23; I Jo 3.1-2). Sabemos que desde o princípio da criação, o povo de Deus era um povo separado de todos os outros povos e diferente dos outros (Ml 3.18) para assim cumprirem o plano de Deus em suas vidas (Lv 20.26; Dt 14.2; Ml 3.18; II Co 6.14-18; I Jo 3.10).
Os filhos de Deus que já tinham experiência e consciência para poder discernir entre o bem e o mal, outra vez falharam, e viram os filhos de Deus que as filhas dos homens eram formosas e tomaram para si mulheres de todas as que escolheram, (Gn 6.2).
A recomendação bíblica para os cristãos, com respeito ao casamento, é a de não se casarem com os incrédulos, ou seja com os filhos dos homens Gn 24.3. 4; Dt 7.3-4; Jz 14.3; II Co 6.14-18.

Nenhum comentário:

Postar um comentário